Deu branco. E agora?

Deu branco. E agora?

Existem algumas qualidades que precisamos desenvolver para que nossa comunicação tenha qualidade e nossa performance passe segurança.  

É imprescindível treinar a memória, zelar pelo vocabulário, dicção, ter criatividade para de diferenciar dos concorrentes, ter bom humor e entusiasmo.

Quando nos disciplinamos a trabalhar esses itens, sofremos cada vez menos os impactos da falha da memória, do branco.

Ao se preparar para uma apresentação, entrevista de emprego, entrevista para mídia ou uma reunião de trabalho, suas ideias devem estar bem elaboradas, ordenadas, com começo meio e fim.  Durante a explanação, dados, cifras, estatísticas sempre que presentes, reforçam sua autoridade no assunto. Então, como fazer para não esquecer informações importantes?

A regra é simples: disciplina para treinar, vontade de vencer e coragem para superar os obstáculos. O medo é um deles.

 Ter boa memória exige dedicação e ainda assim você não pode contar com sua eficácia na hora H. Sabe por quê? Porque muitas vezes, deixamos a emoção dominar a cena e o nervosismo nos surpreende.

Estar de frente a uma plateia e de repente ver sumir a mensagem da cabeça, causa um transtorno que se torna muitas vezes aparente.  Você se assusta porque esqueceu a mensagem, procura uma palavra que te tire da situação e a palavra não vem e os segundo começam a parecer horas. Aí bate o desespero. As mãos suam, as pernas amolecem, a barriga gela e a plateia se transforma no inimigo a sua espera.

Quem já passou por isso sabe bem como é. Quem não passou, aproveite essas dicas para não sofrer tamanho constrangimento.

Então vamos lá! Quanto mais tempo, horas, minutos você tiver à sua disposição para se empenhar no projeto, melhor será sua apresentação.

  • Não adianta bater os olhos ou ler duas três vezes o assunto. É pouco!
  • Ensaie mudando o formato da apresentação. Mude as palavras, troque as sequências dos tópicos, porque isso te dará jogo de cintura.
  • Cuidado para não engessar a apresentação. se você optar por um único caminho e não criar vias alternativas, não saberá mudar a rota na hora da apresentação.
  • Leve um roteiro para que sua segurança ao falar aumente. Você certamente ficará mais tranquilo ao saber que pode sim consultar esse roteiro, ao ponto de talvez, nem precisar dele.

Ainda assim, deu branco!

Quanto mais treinados estamos, menor é a chance, mas pode acontecer. O primeiro passo é não se desesperar. Tenha calma, respire e não insista em buscar a palvra ou a mensagem perdida.

Se deu branco, tente lembrar-se da informação. Se não conseguir siga a instrução do professor Reinaldo Polito, mestre em oratória.

  • Repita a última frase que pronunciou, como se estivesse dando ênfase à quela parte da mensagem. É provável que a informação surja naturalmente.
  • Se não funcionar, use expressões como: na verdade, o que eu quero dizer, o que é importante… essas frases vão te dar um fôlego para que você consiga passar a mensagem por um outro ângulo.
  • Se todas essas técnicas não funcionarem, seja criativo e bem humorado. Diga aos ouvintes que você retomará esse assunto mais adiante e vá para outro tópico.

Se gostou, compartilhe o link com os amigos.

Até a próxima!

Fechar Menu

Olá! Clique aqui e fale com a Dani Amorim

Estou no WhatsApp