O segredo para quebrar a resistência na comunicação

O segredo para quebrar a resistência na comunicação

Existem palavras que transformam uma comunicação conflituosa em uma comunicação harmoniosa e flexível. Podemos discordar de alguém sem desrespeitar, basta que você seja um comunicador flexível e que tenha palavras que te empurrem na direção certa.

Hoje vou trazer algumas dicas que podem causar uma ótima impressão quando você passar uma mensagem.

Seja despretensioso.

Use palavras que desmontam a arrogância. Por exemplo: ao invés de SEM DÚVIDA, CERTAMENTE, INQUESTIONÁVEL; troque por: “eu penso que por tais razões isso seja assim”. Ou “eu imagino que não seja assim, porque… Ou “se não me engano, me parece ”, e ainda, “se fizermos desta maneira, pode dar certo também”.

Como você pode ver, as palavras são fundamentais para elevar a comunicação a um estado de gentileza, mesmo quando há total discordância de opiniões.

Você pode, por exemplo, corrigir um colaborador, oferecendo um argumento diferente sem comprometer sua integridade ou expor a pessoa, basta começar a mensagem com frases simples estruturadas na flexibilidade e harmonia. São ferramentas do escritor e estrategista pessoal, Tony Robbins.

-“Eu aprecio e…”

-“Eu respeito e…”

-“Eu concordo e…”

Observe que nessas três frases, não há o “MAS”, sabe por quê? O “MAS” é uma das palavras que mais cria resistência e destrói a boa comunicação.

Quando você diz “você é ótimo arquiteto, MAS…” você está dizendo, na verdade, que o profissional não é tão bom assim. Pergunte-se  como você se sente quando alguém diz algo e completa a frase com o MAS.  “Você escreve bem, MAS…”  Saiba que o “MAS” nega toda a positividade da fala anterior. Então, qual é a solução? Substitua o MAS pelo E. Veja a diferença.

Você é um ótimo arquiteto E se você…

-Eu aprecio seu argumento E se analisarmos o trabalho desta maneira, será que dá certo?

-Você escreve bem E se colocasse essa informação…

Quando você se comunica dessa maneira, quem te ouve se sente respeitado.

“ A pessoa que é muito insistente em seus próprios pontos de vista encontra poucos para concordar com ela”. Lao-Tsé .

Existem outras palavras que podem tornar a comunicação muito mais eficiente e passar credibilidade e confiança. São auxiliares linguísticos ensinados na Programação Neurolinguística, a PNL.

  • NÃO: o não é uma palavra que o cérebro não reconhece como experiência, quer ver? NÃO PENSE NO ELEFANTE ROSA. Pensou né?! O cérebro reconhece sempre o que vem depois do NÃO, por isso, é mais assertivo dar comandos positivos. Ex: PRATIQUE essas dicas. Ao invés de “NÃO DEIXE DE praticar essas dicas”. O uso do NÃO provoca o comportamento que se quer evitar.
  • TENTAR pressupõe que você vai falhar. Você quer passar essa mensagem? Perceba se você pode confiar em alguém que diz: “vou tentar te encontrar às 08h”. Seja assertivo, confiante. VOU TE ENCONTRAR ÀS 08h. Quem TENTA não FAZ!
  • Palavras como DEVO, TENHO QUE ou PRECISO, pressupõem que algo externo domina sua vida. Prefira: QUERO, DECIDO, VOU.
  • NÃO POSSO. Descarte do seu vocabulário, pois passa a ideia de incapacidade. Acostume-se a usar: Se você não pode- NÃO QUERO. Demonstra decisão.
  • Fale dos problemas, das fragilidades no passado, ou use a palavra “AINDA” para reforçar seu poder de alterar o curso de determinada situação. Ex: “não consigo ainda”. O “ainda” pressupõe que vai conseguir.
  • Fale do que pretende conseguir, das metas que pretende alcançar dando movimento a ação. Fale no presente. Prefira “estou conseguindo” a “vou conseguir”.
  • Substitua SE por QUANDO. Por exemplo: se eu conseguir aprender inglês eu terei o emprego”. Diga: “Quando eu falar inglês eu terei o emprego”. O QUANDO pressupõe que você está firme no propósito.
  • Troque ESPERO por SEI. Por exemplo, “eu espero vender esse material”, passa desânimo. Diga: “eu sei que vou vender…”
  • Substitua o CONDICIONAL pelo PRESENTE. “ Eu GOSTARIA de agradecer, por EU AGRADEÇO. “EU PODERIA falar com … “, por “EU POSSO falar…”

 

Essas  mudanças de linguagem são maneiras descomplicadas de quebrar a resistência na comunicação e passar muito mais confiança e firmeza nas palavras.

Se você gostou do artigo, compartilhe. Vamos juntos levar boas mensagens!

Grande abraço!

Fechar Menu

Olá! Clique aqui e fale com a Dani Amorim

Estou no WhatsApp